GRADUAÇÃO

Bacharel em Enfermagem

Sobre o Curso

Titulação: Bacharel em Enfermagem
Turno: Matutino, Vespertino e Noturno
Duração: Mínimo de 5 anos e máximo de 7 anos



Perfil do Egresso

O enfermeiro formado no Curso da FASJ terá uma visão generalista, humanista, crítica e reflexiva com capacidade de atuação em todos os níveis de complexidade tornando-se um profissional qualificado para o exercício de Enfermagem, com base no rigor científico e intelectual e pautado em princípios éticos. Capaz de conhecer e intervir sobre os problemas/situações de saúde-doença mais prevalentes no perfil epidemiológico nacional, com ênfase na sua região de atuação, identificando as dimensões bio-psicosociais dos seus determinantes. Capacitado a atuar, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania, como promotor da saúde integral do ser humano. Busca-se, ainda, um perfil de egresso capacitado para a pesquisa e ensino em saúde fomentando a docência. O perfil dos egressos deverá refletir a sua formação inovadora, interdisciplinar e de qualidade, fornecendo aos acadêmicos, através das diretrizes metodológicas, instrumentos para que desenvolvam com eficiência e competência, a sua aprendizagem, preparando-os para as responsabilidades e funções que terão de assumir no processo de tomada de decisão, decorrente de um cuidar, cujas dimensões são: o assistir, o educar, o pesquisar e o administrar, construindo uma autonomia profissional e intelectual através dos quatros pilares da educação: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a ser e aprender a conviver (BRASIL, 2001).

Documentações e Anexos

Documentação abaixo.
Todos os anexos referente as AC - Atividades Complementares vinculados ao Curso.
Publicação Descrição Arquivo
Documentação abaixo.
Todos os anexos referente aos Documentos Importantes vinculados ao Curso.
Publicação Descrição Arquivo
Documentação abaixo.
Todos os anexos referente aos Editais vinculados ao Curso.
Publicação Descrição Arquivo
Documentação abaixo.
Todos os anexos referente aos Horários vinculados ao Curso.
Publicação Descrição Arquivo
11/08/2017 Grade de Horários 2017.2
Documentação abaixo.
Todos os anexos referente as Matrizes curriculares vinculados ao Curso.
Ano Descrição Arquivo
2016 Matriz Curricular Unificada de Enfermagem
Documentação abaixo.
Todos os anexos referente as Monitorias vinculados ao Curso.
Publicação Descrição Arquivo
Documentação abaixo.
Todos os anexos referente aos Regulamentos vinculados ao Curso.
Publicado Descrição Arquivo


Áreas de Atuação

A enfermagem detém um saber-fazer próprio e por isso assume atividades específicas no Sistema Único de Saúde (SUS). Nesse sentido apresenta relação com a estruturação econômica, política e ideológica das sociedades contemporâneas e há urgência que os enfermeiros/as estejam cada vez mais preparados, uma vez que ocupam espaços estratégicos nas políticas sociais, podendo exercer influência considerável na mudança de cenários na área da educação e da saúde.

A enfermagem hoje conta com um vasto campo de atuação, não estando mais restrita prioritariamente às atividades hospitalares.

A Saúde Pública Primária através da Estratégia Saúde da Família (ESF) é um dos setores que mais oferece vagas para enfermeiro que além das atividades de assistência acaba assumindo também a gerência dos serviços.

O setor industrial também está em evidência e a cada dia abre inúmeras vagas para enfermeiro do trabalho.

Não se pode esquecer ainda do campo da auditoria que necessita de profissionais qualificados para o exercício dessa função nos mais variados setores. As universidades que, constantemente, abrem vagas para professores e incentivam a continuidade e aperfeiçoamento da formação acadêmica e o campo da pesquisa que está em ascensão na enfermagem.

O enfermeiro também pode ser um profissional empreendedor, dono de seu próprio negócio a exemplo dos serviços de Home Care e consultorias os quais se encontram em ascensão no Brasil e outros países promovendo a empregabilidade e a assistência domiciliar àqueles que por algum motivo não podem ou não querem se deslocar até as unidades de saúde.



Objetivos do Curso

I – Atuar profissionalmente, compreendendo a natureza humana em suas dimensões, em suas expressões e fases evolutivas;
II – Incorporar a ciência/arte do cuidar como instrumento de interpretação profissional;
III – Estabelecer novas relações com o contexto social, reconhecendo a estrutura e as formas de organização social, suas transformações e expressões;
IV – Desenvolver formação técnico-científica que confira qualidade ao exercício profissional;
V – Compreender a política de saúde no contexto das políticas sociais, reconhecendo os perfis epidemiológicos das populações brasileiras, da região do Submédio do Vale do São Francisco;
VI – Reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integridade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema;
VII – Atuar nos programas de assistência integral à saúde da criança, do adolescente, da mulher, do adulto e do idoso, do trabalhador;
VIII – Ser capaz de diagnosticar e solucionar problemas de saúde, de comunicar-se, de tomar decisões, de intervir no processo de trabalho, de trabalhar em equipe e de enfrentar situações em constante mudança;
IX – Reconhecer as relações de trabalho e sua influência na saúde;
X – Atuar como sujeito no processo de formação de recursos humanos;
XI – Responder às especificidades regionais de saúde através de intervenções planejadas estrategicamente, em níveis de promoção, prevenção e reabilitação à saúde, dando atenção integral á saúde dos indivíduos, das famílias e das comunidades;
XII – Reconhecer-se como coordenador do trabalho da equipe de enfermagem;
XIII – Assumir o compromisso ético, humanístico e social com o trabalho multiprofissional e interdisciplinar em saúde;
XIV – Promover estilos de vida saudáveis, conciliando as necessidades tanto dos seus clientes/pacientes quanto às de sua comunidade, atuando como agente de transformação social;
XV – Usar adequadamente novas tecnologias, tanto de informação e comunicação, quanto de ponta para o cuidar de enfermagem;
XVI – Atuar nos diferentes cenários da prática profissional, considerando os pressupostos dos modelos clínico e epidemiológico;
XVII – Identificar as necessidades individuais e coletivas de saúde da população, seus condicionantes e determinantes;
XIII – intervir no processo de saúde-doença, responsabilizando-se pela qualidade da assistência/cuidado de enfermagem em seus diferentes níveis de atenção à saúde, com ações de promoção, prevenção, proteção e reabilitação à saúde, na perspectiva da integralidade da assistência;
XIX – Coordenar o processo de cuidar em enfermagem, considerando contextos e demandas de saúde;
XX – Prestar cuidados de enfermagem compatíveis com as diferentes necessidades apresentadas pelo indivíduo, pela família e pelos diferentes grupos de comunidade;
XXI – Compatibilizar as características profissionais dos agentes da equipe de enfermagem às diferentes demandas dos usuários;
XXII – Integrar as ações de enfermagem às ações multiprofissionais e interdisciplinares;
XXIII – Gerenciar o processo de trabalho em enfermagem com princípios de Ética e de Bioética, com resolutividade tanto em nível individual como coletivo em todos os âmbitos de atuação profissional;
XXIV – Planejar, implementar e participar dos programas de formação e qualificação contínua dos trabalhadores de enfermagem e de saúde;
XXV – Planejar e implementar programas de educação e promoção à saúde, considerando a especificidade dos diferentes grupos sociais e dos distintos processos de vida, saúde, trabalho e adoecimento;
XXVI – Desenvolver, participar e aplicar pesquisas e/ou outras formas de produção de conhecimento que objetivem a qualificação da prática profissional;
XXVII – Respeitar os princípios éticos, legais e humanísticos da profissão;
XXVIII – Interferir na dinâmica de trabalho institucional, reconhecendo-se como agente desse processo;
XXIX – Utilizar os instrumentos que garantam a qualidade do cuidado de enfermagem e da assistência à saúde;
XXX – Participar da composição das estruturas consultivas e deliberativas do sistema de saúde;
XXXI – Assessorar órgãos, empresas e instituições em projetos de saúde;
XXXII – Cuidar da própria saúde física e mental e buscar seu bem-estar como cidadão e como enfermeiro;
XXXIII – Reconhecer o papel social do enfermeiro para atuar em atividades de política e planejamento em saúde
A formação do Enfermeiro da Faculdade São Francisco de Juazeiro tem por objetivo dotar o profissional dos conhecimentos requeridos para o exercício das seguintes competências e habilidades gerais:
Atenção à saúde – aptidão para desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo. Trabalhar de forma integrada com os sistemas de saúde, sendo capaz de pensar criticamente, de analisar os problemas da sociedade brasileira e baiana; procurando soluções para os mesmos. Realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética, buscando o enfoque sobre os cuidados primários de saúde e a atuação na Estratégia de Saúde da Família por considera-la principal porta de entrada no Sistema Único de Saúde.
Tomada de decisão – Capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado: eficácia e custo-efetividade, força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas. Com competências para avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas.
Comunicação – Acessibilidade pessoal e confiabilidade das informações que lhes são confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e o público em geral. Envolve a comunicação e habilidades de escrita e leitura; o domínio de uma língua estrangeira e de tecnologias da informação.
Liderança – aptidão para assumir posições de liderança, sempre tendo em vista o bem-estar da comunidade. Envolve: compromisso, responsabilidade, empatia, habilidade para a tomada de decisão, comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz.
Administração e gerenciamento – Aptidão para tomar iniciativas, fazer o gerenciamento e administração, tanto da força de trabalho quanto dos recursos físicos, materiais e de informação, da mesma forma que estarão aptos a serem gestores, empreendedores, empregadores ou lideranças na equipe de saúde.
Educação permanente – capacidade para aprender continuamente, tanto na sua formação quanto na sua prática, de forma a aprender a aprender com responsabilidade e compromisso com a sua educação e o treinamento/estágios das futuras gerações de profissionais, proporcionando condições para que haja benefício mútuo, estimulando e desenvolvendo a mobilidade acadêmico/profissional, a formação e a cooperação por meio de redes nacionais e internacionais.
Empreendedorismo – capacidade de buscar inovações e oportunidades de negócio nos diversos campos de atuação na enfermagem a partir de um olhar ampliado sobre a atuação profissional.
Capacidade de atuação interdisciplinar - capacidade para atuar de forma conjunta com outros profissionais reconhecendo a necessidade da multiplicidade de saberes para alcançar a integralidade na assistência à saúde, a partir da horizontalização dos conhecimentos.


A Coordenadora Ana Carolina Penaforte informa!
Todos os comunicados vinculados ao Curso.
Data de Publicação Descrição Arquivo
22/08/2017 PROOLUD - Reeducar

Localização

  • Endereço: Rua do Paraíso, nº 800.
    Santo Antônio - Juazeiro / BA.
    CEP: 48903-050.
  • Site: www.fasj.edu.br
  • Fone 1: (74) 3611-7672
    Fone 2: (74) 3614-0874 - Pós-Graduação
    Fone 7: (74) 3611-8177 - Campus 2